Quem guardará os guardiões?

Posted: September 19, 2013 in Outros, Política
Tags: , , ,

bandeira-brasil Estou decepcionado.

 Pois, depois de 64 seções do Supremo Tribunal Federal, órgão máximo da justiça no Brasil, exceções foram aprovadas e doze condenados terão suas penas revistas.

 Creio que, independente de partido, credo ou protestos nas ruas, a corrupção deveria começar a ser punida a fim de que fosse iniciado o processo de “limpa” na esfera política ou uma real melhora nas esferas “superiores” e “inatingíveis” da população.

 Não quero entrar em detalhes ou nomear este ou aquele ministro. Também não quero entrar no mérito da disputa partidária, dizendo que o PT fez “isso”, mas o PSDB fez “aquilo” e o Maluf fez “muito mais”…

Apesar de ter ocorrido sempre dentro da lei, acho apenas que o julgamento mais longo da história do Brasil corre o risco de ser prorrogado por mais um ano (ou dois) e terminar por cancelar a prisão em regime fechado do Sr. José Dirceu.

Óbvio que outros podem ser beneficiados, alguns inclusive passando de regime semi-aberto (entre quatro e oito anos de pena) a prisão domiciliar ou penas alternativas (menor que quatro anos). Óbvio também que todos no Brasil têm direito a recorrer de uma decisão judicial caso creiam que caiba tal recurso. E óbvio que nenhum dos doze sairá desse julgamento inocentado (a revisão não é de todo o processo, somente do crime de formação de quadrilha e de sua interpretação pelos Ministros).

Minha chateação está pautada no fato de ser o Supremo, de haver ocorrido uma condenação por sete votos contra quatro, de ter sido usado tal subterfúgio de recurso escuso na lei e desse subterfúgio beneficiar políticos…

Mas me veio aquela sensação de impotência, de impunidade dos políicos… Simplesmente não dá pra cobrar mais nada. Não consigo crer hoje que os culpados (políticos ou não) incluídos no escândalo do Metrô em São Paulo serão punidos; embora eu torça pra que sejam e exemplarmente. Mas não consigo acreditar na seriedade e imparcialidade do órgão máximo da justiça brasileira. Quantos outros casos poderiam ter sido julgados nessas 64 seções do Mensalão? Ou ao menos nessas últimas onze relativas aos recursos e nas próximas vinte?

Parece-me mais do que nunca, que a justiça serve apenas para pobres!

Lembrei-me de um conceito de Platão, frase que li pela primeira vez num livro do Dan Brown: “Quis custodiet ipsos custodes?” ou “Quem guardará os guardiões?” / “Quem controlará os controladores?” (do Wikipedia).

Enquanto houver brigas de ego no Supremo, enquanto o Legislativo puder legislar em causa própria, enquanto o Executivo puder usar do nepotismo durante o governo e enquanto todos eles seguirem enriquecendo às custas do povo, que deveriam na realidade representar… Não haverá real progresso, quiçá ordem.

por Celsão revoltado. 

A bandeira amassada tirei daqui

Comments
  1. Flavio Augusto Ramos de Souza says:

    Sinto-me da mesma forma, revoltado! Penso no que será de nossos filhos… porque não me parece que alguém vai conseguir acabar com essa desordem!
    #oremos

    Like

  2. É direito de qualquer um se revoltar com o curso de um julgamento, principalmete qdo enxergamos a Justiça sendo injusta, porém não acho honesto afirmar que foi um julgamento que correu dentro da lei. Foi sem dúvida um julgamento histórico, que será estudado em salas de aulas por futuros operadores do Direito por um motivo claro: Abandonou-se as leis para atender a opinião pública, que nada mais é do que a opinião publicada. Por isso tantos juristas já se manifestam apontando que o mensalão é uma fraude. Peço vênia para comentar que a sua revolta não tem objeto, é vazia, como as páginas da Veja.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s