Eleições 2018

Posted: October 1, 2018 in Política, Sociedade
Tags: , , , , , , ,

Decido começar o texto lamentando os resultados das últimas pesquisas de intenção de voto à presidência da República.
Lamentavelmente, na minha opinião, os líderes das pesquisas são os piores candidatos de esquerda e direita, se tomarmos essa dicotomia ou polarização em consideração.
E, ao contrário do que os opositores pregam, Fernando Haddad, do PT, está longe de ser o extremo da esquerda. O PT está bem mais próximo do centro e, fatalmente (também infelizmente), fará acordos com o MDB e o chamado para governar…

A corrupção escrachada na Lava Jato e a descrença em toda a política gera o perigo do analfabetismo político, da apolítica, do ódio destilado em banho maria contra todos os avanços dos últimos anos.
A descrença gera votos de revolta, de protesto. Gera Tiriricas, Enéas, Levys Fidélix, Bolsonaros…
A intolerância ao diálogo faz com que boas ideias de ambos os lados sequer sejam ouvidas. Geram homofobia, por exemplo, freiam investimentos em desenvolvimento através de parcerias privadas; geram reformas que beneficiam poucos. Leis para os legisladores!
A falta de confiança na politica e nos políticos afastam o povo e a própria Nação das decisões.
E, se não escolhemos, alguém escolherá por nós.


Pausa para uma propaganda excelente do Burger King. (aqui o vídeo no Youtube, para quem não conseguir assistir o vídeo no post)
A marca entrega um sanduíche a quem diz que votará em branco ou nulo com ingredientes “surpresa” e incompletos. Aludindo à máxima que acabei de escrever:
“Se você não escolhe, alguém escolhe pra você!”
Uma das conclusões é sensacionais:
“Quatro anos desse lanche aqui, hein!?!” – Traduzindo: quatro anos de uma escolha que não é minha… é algo difícil de encarar.

Isso posto e, uma vez que temos 13 candidatos a Presidente, doze candidatos a governador e vinte ao senado em São Paulo…
(Consulte aqui os candidatos do seu estado e Distrito Federal.)

Que tal se escolhêssemos o candidato que melhor represente as nossas ideias hoje?
Que tal se abandonássemos a ideia de voto útil? De votar em “x” para retirar “y” ou de tentar focar nos primeiros das pesquisas…
Aliás, as pesquisas vêm errando há bastante tempo. Desde eleições municipais de Erundina (1988) e Celso Pitta (1996) até João Dória em 2016, citando novamente o estado e a cidade de São Paulo, onde vivo… há vencedores que sequer estavam cotados para o segundo turno. Dória, ganhou em primeiro turno numa eleição em que sequer aparecia na terceira posição um mês antes do pleito.
Deixemos para o segundo turno o eventual dilema, ou mesmo a anulação do voto.
Dou a mão a palmatória dessa vez e aceito, independente do que escrevi em 2014 (aqui); que, talvez seja impossível escolher entre dois candidatos ruins, o menos pior.

Outro ponto a considerar: é normal repensar o voto quando se escuta uma notícia sobre o candidato, seu vice, quando te lembram os detalhes de seu plano de governo, suas ações no passado, ou mesmo quando citam os demais partidos da coligação.
Se não há dúvida alguma, cuidado! Você pode estar confundindo política e eleição com religião!
É um jogo de prós e contras e, perfeição, não há.
Voltando ao assunto religião, muitos dizem que houve um ser perfeito, mandado dos céus à Terra por Seu Pai; e teve a vida terrena encerrada com algo próximo a um linchamento público seguido de uma crucificação…

Para ajudar até os que já se acham decididos, indico dois sites interessantes, onde a opinião do eleitor é comparada à dos candidatos.
No primeiro, com os candidatos a presidente, responde-se perguntas e há comparação com citações dos candidatos e seus planos de governo.
O segundo é focado em Senadores e Deputados Federais. As perguntas que o internauta responde foram feitas aos candidatos e a correlação nas respostas, junto com o “peso” do tema traz o alinhamento em porcentagem.
Vale a pena fazer os dois. Vale responder novamente o questionário e depois estudar onde não houve correspondência na resposta. As vezes, mesmo que exista 75% de compatibilidade, a contradição pode estar num tema chave e gerar repúdio.
O primeiro é a Calculadora de Afinidade Eleitoral, na página do “O Iceberg” (aqui). Note que alguns presidenciáveis responderam com mais detalhe às perguntas que o eleitor responde.
O segundo está hospedado no UOL e Folha. Chamado Match Eleitoral. Link aqui.

Finalizo com o que acho mais importante, coincidentemente é o meu maior medo no momento: é preciso aceitar o resultado dessa eleição!
Quem quer que seja eleito, o será com base em um processo democrático; e na opinião da maioria da população brasileira.
O método pode ser discutido, a urna pode ser impugnada num futuro próximo; porém, até então, é uma ferramenta elogiada noutros países, parte de um processo independente e pátrio.
Aceitarei, por mais que me doa, o resultado advindo das urnas. E torço para que o lado derrotado, sobretudo, aceite e faça uma oposição inteligente…

por Celsão correto

figura retirada daqui. Não sei o porquê escolheram as cores dos candidatos como tal.
[…]
em 02/10 – alteração para inserção de vídeo da propraganda do Burger King citado 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s